Ordem dos Psicólogos

Certificação APCER

Comunicado OPP

Dia do Idoso: três medidas essenciais para um envelhecimento com qualidade

01.outubro.2021

A Ordem dos Psicólogos Portugueses lança, neste Dia do Idoso, as que considera serem as três medidas essenciais para um envelhecimento com qualidade. Na sequência da apresentação da estratégia Outono/Inverno para os Lares, apresentada esta manhã pela Ministra do Trabalho e Solidariedade Social e, ao início da tarde, no âmbito do webinar "Direitos de cidadania em tempos de COVID-19 - respostas residenciais para pessoas adultas", o Bastonário, Francisco Miranda Rodrigues, defendeu que sejam priorizadas as políticas públicas para o envelhecimento ativo e com bem-estar e que exista uma alteração da lei referente aos lares.

"É essencial que exista uma mudança da Lei para que os quadros de pessoal dos Serviços de Apoio Domiciliário, dos Centros de Dia e das Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) passem a integrar psicólogos de acordo com o número de utentes. Só assim todos podemos começar a ter, de forma igual, direito a uma saúde em pleno. Física, mas também psicológica", afirma o Bastonário.

Francisco Miranda Rodrigues sublinha ainda a necessidade de a contratação ser feita com "a dignidade que a qualificação, competências e especialização desses profissionais exige".

As três medidas para a promoção da saúde Psicológica e bem-estar nas Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas e Centros de Dia:

1. Priorizar políticas públicas para o envelhecimento activo e com bem-estar
Um envelhecimento activo e bem-sucedido, para rentabilizar o potencial dos cidadãos seniores, promovendo a adopção de estilos de vida saudáveis e a redução dos factores de risco para a doença, sendo necessário o apoio ao ajustamento e adaptação a mudanças e factores de stresse relacionados com o envelhecimento (por exemplo, a reforma, conflitos familiares ou mudança de papéis), a processos de perda e luto e a promoção da literacia em saúde e em saúde psicológica.

2. Obrigatoriedade de psicólogos nos quadros das ERPI
É necessário que exista uma mudança da Lei para que os quadros de pessoal dos Serviços de Apoio Domiciliário, dos Centros de Dia e das ERPI passem a integrar um número não inferior a um Psicólogo a tempo inteiro por cada 40 utentes. Esta contratação requer igualmente a necessidade de apoiar as ERPI neste esforço.

3. Criar melhores condições para a intervenção dos Psicólogos, um programa de estímulo à contratação destes profissionais
Considerando que os serviços prestados por Psicólogos favorecem a prestação de cuidados integrada, completa e eficaz, e que a sua actuação em diferentes níveis, desde a promoção, prevenção até à intervenção/tratamento é decisiva não apenas no que concerne ao bem-estar individual, mas também ao desenvolvimento de todas as pessoas e das comunidades.

Aceda ao contributo da OPP sobre a Importância da Intervenção Psicológica e o Papel dos Psicólogos nas Respostas Sociais aos Cidadãos Seniores.

Notícias na comunicação social:

Governo reforça fisioterapia e apoio psicológico nos lares de idosos, in JN.