Delegação Regional Açores

Artigo de Opinião Diário dos Açores

Lembrete: relembrar é diferente de reviver!

05.Abril.2021

"Alguns estudos demonstram que existe uma percentagem de 70% de uma pessoa se confrontar com um acontecimento traumático O mesmo será dizer que existe uma elevada probabilidade de se deparar com um cenário, com uma circunstância de vida que colocará em questão os seus limites, a sua concepção de si mesmo e a sua visão do mundo, obrigando a um esforço de reorganização interior." Clique em "Ler Mais" para continuar a ler o artigo de opinião de Filipe Fernandes, Vogal da Direcção Regional dos Açores.

Ler Mais

Psicologia nos Açores

30.Março.2021

Página mensal da DRA no Açoriano Oriental. Clique em "Ler mais" para ler os artigos completos e para saber quais os próximos eventos e iniciativas da OPP nos Açores.

Ler Mais

Actividades de lazer… e o bem que elas nos fazem!

28.Março.2021

"As actividades de lazer são exímias não só nessa função, mas também na melhoria da qualidade do sono, na redução do stress e da ansiedade, no fortalecimento das ligações sociais e na eficiência das nossas respostas face à incerteza e à adversidade. Elas não resolvem os nossos problemas, mas ajudam-nos a encará-los com maior confiança, determinação e eficiência", escreve Paula Domingues, vogal da DRA da OPP. Clique em "Ler mais" para ler os conselhos da DRA sobre este tema.

Ler Mais

Saber agir perante o cyberbullying

21.Março.2021

"O cyberbullying não se limita apenas às redes sociais, está presente em várias plataformas e manifesta-se de várias formas", escreve César Duarte Soares. Clique em "Ler mais" para ler as recomendações da DRA da OPP sobre o tema.

Ler Mais

Um ano de Covid-19 nos Açores

“Se queremos assumir uma perspectiva de recuperação dos Açores, é inevitável termos de olhar para a saúde psicológica das pessoas”

15.Março.2021

Em entrevista ao Diário dos Açores, o Presidente da Delegação Regional dos Açores da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) diz que as consequências da pandemia “são inevitáveis” e que é necessário “dar uma atenção especial às questões relacionadas com a saúde psicológica”, porque “sem pessoas não há economia”, refere. Marco Santos defende também que há que apostar mais em medidas preventivas “e não só remediativas”. Clique em "Ler Mais" para aceder à entrevista

Ler Mais

COVID-19, quem foram os psicologicamente mais afetados?

15.Março.2021

Em 2019, Portugal foi o 5º país da OCDE com maior consumo de antidepressivos. Em 2020, instalou-se a pandemia COVID-19, que entre as muitas consequências colocou a preocupação pela saúde mental dos portugueses, na ordem do dia. Mas quem foram os mais afetados? Clique em "Ler mais" para ler o artigo completo.

Ler Mais