Ordem dos Psicólogos

Certificação APCER

Cuidados Paliativos

Protocolo assinado entre o Ministério da Saúde e Instituições de Ensino Superior de Psicologia

07.Fevereiro.2018

No seguimento da colaboração entre o Ministério da Saúde e a Ordem dos Psicólogos Portugueses na capacitação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para responder às necessidades dos cidadãos com qualidade e equidade, foi assinado hoje, dia 7 de Fevereiro de 2018, um protocolo no âmbito da formação dos psicólogos em cuidados paliativos, entre o Ministério da Saúde e algumas instituições de Ensino Superior de Psicologia.

A cerimónia teve lugar no auditório da Sede da Ordem dos Psicólogos Portugueses, em Lisboa, e contou com a presença do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, e do Bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses, Francisco Miranda Rodrigues.

A assinatura dos protocolos com a UTAD – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Universidade do Minho, Universidade de Aveiro, Universidade de Évora, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação de Coimbra, UBI – Universidade da Beira Interior, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia do Porto e Faculdade de Ciências Sociais e Humanas do Algarve representa, assim, o início de uma etapa necessária, no desenvolvimento da formação pré e pós-graduada dos psicólogos em cuidados paliativos, assim como da área da investigação e na consolidação do papel desempenhado pelos psicólogos no âmbito do SNS.

A Base XXVII da Lei de Bases dos Cuidados Paliativos determina que a política de recursos humanos para as unidades e equipas de Cuidados Paliativos rege-se por padrões de qualidade, baseada na formação específica, de acordo com os níveis de diferenciação recomendados.

Também o Governo, no seu Programa para a Saúde, estabeleceu como prioridades aperfeiçoar a gestão dos recursos humanos, promovendo uma melhoria da articulação entre as funções assistenciais, de ensino, de formação e de investigação e a adequação da oferta educativa, ao nível do ensino superior, às necessidades dos profissionais de saúde.

Assim, através do Despacho n.º 14311-A/2016, de 28 de novembro, que aprova o Plano Estratégico para o Desenvolvimento dos Cuidados Paliativos para o biénio 2017/2018, reconhece-se que o investimento em formação específica e na dinamização do ensino na área dos Cuidados Paliativos é fulcral para a prestação de cuidados de qualidade e para a valorização dos mesmos.

Para ter acesso às fotos captadas clique aqui.

Fonte: https://www.sns.gov.pt/noticias/2018/02/06/protocolo-saude-e-psicologia/