Ordem dos Psicólogos

Certificação APCER

Consulta Pública | Ministério da Saúde

Proposta de modelo de organização da prestação de cuidados na área da Psicologia no SNS

09.Agosto.2017

Encontra-se disponível para discussão pública, até dia 31 de Agosto de 2017, a proposta de modelo de organização da prestação de cuidados na área da Psicologia no SNS, elaborada pelo grupo de trabalho criado pelo Ministério da Saúde para o efeito e onde Isabel Trindade, Vice-Presidente da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP), representa a OPP.

Para este trabalho a OPP criou um grupo interno (https://goo.gl/cxmHo4) que produziu um documento entregue e apresentado ao grupo de trabalho criado pelo Ministério da Saúde que continha a visão da OPP nestas matérias e que serviu de base à elaboração do relatório.

O relatório que agora se encontra disponível para contributos [https://goo.gl/dFaJNK], tem como principal foco o apoio e a definição e contextualização de recomendações para a preparação dos diplomas relativos à reorganização dos serviços de Psicologia no Serviço Nacional de Saúde (SNS), com vista a uma maior autonomização das/os Psicólogas/os e ao registo das suas actividades e dos seus actos, nomeadamente através da uniformização dos procedimentos de registo das intervenções, da normalização da informação e da garantia de um registo clínico adequado no âmbito dos sistemas de informação existentes e a desenvolver.

A OPP entende que o seu contributo é vital para o documento e sublinha que, em traços gerais, as alterações apresentadas no relatório agora em discussão pública, nomeadamente, as referentes à criação de núcleos de psicologia nos cuidados de saúde primários e unidades ou serviços específicos nos hospitais, à melhoria das condições do exercício da profissão no SNS tendentes ao aumento de eficácia e eficiência das mesmas ou ainda a definição de uma quota anual de abertura de vagas para estágios profissionais de Psicólogos no SNS vão no sentido positivo e ao encontro do que tem sido defendido pela OPP e pelas/os Psicólogas/os.

As sugestões e contributos ao documento podem ser submetidas aqui, até ao dia 31 de Agosto de 2017.