Ordem dos Psicólogos

Certificação APCER

Trilhos da Psicologia no Norte

Trilhos da Psicologia passaram pela Póvoa de Lanhoso

26.Novembro.2021

A direcção da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) e a direcção da Delegação Regional do Norte (DRN) encontraram-se, na passada quinta-feira, dia 25 de Novembro, com psicólogos da região de Braga. Póvoa de Lanhoso foi o ponto de encontro.

Nos corredores do Hospital António Lopes, na Póvoa de Lanhoso, é difícil não nos cruzarmos com a história de quem ali nasceu, enriqueceu no Brasil e, de regresso a Portugal, ofereceu o hospital (e muito mais) à população da Póvoa de Lanhoso. Em painéis de azulejos modernos, nas pinturas clássicas penduradas nas paredes e no orgulho dos representantes da administração daquele hospital, que receberam a direcção da OPP e a DRN na sala de reuniões onde nos últimos dois anos foram tomadas muitas decisões. Decisões difíceis, como adaptar o hospital para dar resposta às exigências da pandemia de covid-19 ou lidar com um surto da Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI), que pertence à Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, que também gere o hospital.

Houve perdas, quem ficasse isolado, momentos difíceis para quem ali vive e para os familiares. "A grande preocupação era se a Dra. Márcia tinha de ficar em isolamento e não podia ir lá", contam, de olhos postos numa das duas psicólogas do Hospital. "Foi fundamental neste período", afirmam, reconhecendo a crescente importância da psicologia.

Psicologas

E palavras de reconhecimento ouviram-se também da voz da psicóloga Márcia Mor. Contou que era auxiliar de acção médica no hospital quando foi tirar o curso de psicologia. A Santa Casa da Misericórdia deixou-a continuar a ali trabalhar, agora como psicóloga.

Nestes Trilhos da Psicologia, a direcção da OPP e a direção da DRN reuniram-se ainda com as psicólogas dos agrupamentos de escolas de Póvoa de Lanhoso e Gonçalo Sampaio e com a vice-presidente da Câmara Municipal, Fátima Moreira.

Ao final do dia, abriram-se as portas do Centro Interpretativo Maria da Fonte aos psicólogos do distrito de Braga. Um a um, partilharam as suas experiências e dificuldades. Contributos essenciais para a OPP.