Ordem dos Psicólogos

Certificação APCER

Mensagem do Bastonário

6 Meses de Mandato

27.Maio.2021

Passam 6 meses das eleições que escolheram esta equipa e o seu programa para o mandato 2021-2024. E em pouco menos do que isso, já muito se passou depois da tomada de posse dos novos órgãos sociais, tudo num contexto de pandemia, com um novo Estado de Emergência pelo meio. Neste compromisso, está a resposta imediata a desafios societais complexos, preparando e promovendo o desenvolvimento da profissão para dar o seu contributo. A OPP esteve pronta para a resposta necessária a esta pandemia e a presença e valorização das/os psicólogas/os saiu reforçada em muitos dos seus contextos de actuação. Queremos continuar preparados e para isso concluímos várias acções internas, organizacionais de modo que a OPP possa evoluir e actualizar o seu apoio aos seus membros, como são exemplo as novas áreas pessoais, garantindo mesmo à distância, mais proximidade, ininterruptibilidade e simplicidade na prestação dos seus serviços. Continuando a tentar reduzir desigualdades entre os membros no acesso aos serviços da OPP, a formação "Valorizar-me" tem dado um importante apoio. Foram quase 8.000 formandos distribuídos por todo o país, que desde Janeiro participaram nas nossas acções de formação, sendo que muitas delas mantiveram a gratuitidade (que vem desde Abril do ano passado) e existe hoje capacidade de disponibilizar a formação inicial a todas/os as/os psicólogas/os júnior nos primeiros 3 meses do seu estágio profissional, objectivo conseguido com o investimento no aumento do número de edições disponibilizadas nestes primeiros meses de 2021.

Seria difícil ser breve nesta mensagem e exaustivo no conjunto de acções que já foram desenvolvidas nestes meses. Entre várias audições parlamentares sobre a saúde mental, o Plano de Recuperação e Resiliência ou o bem-estar e saúde psicológica da comunidade escolar, recentemente foi lançada a Agenda da Juventude para a Saúde 2030, que dá um destaque e enfoque a muitas das medidas que temos vindo a propor e resulta desse importante trabalho de persistência e cooperação com parceiros e órgãos de que fazemos parte. Este é um trabalho de permanente sensibilização, advogando pelo contributo distinto da Psicologia e dos Psicólogos nos mais diversos contextos de actividade, também resultando no estabelecimento de protocolos que, por exemplo, na administração pública permitem que hoje tenham avançado a contratação de 60 psicólogas/os na área da violência, esteja a decorrer a avaliação de riscos psicossociais de 45.000 trabalhadoras/es da administração pública e brevemente se concretizem as oportunidades de ano profissional júnior no Programa Cuida-te, do Instituto Português da Juventude e do Desporto. Para além disso desenvolvemos o portal eusinto.me, fazendo chegar directamente aos cidadãos, conteúdos promotores da literacia em saúde psicológica.
Após muitos anos de propostas, alertas e compromissos governamentais não executados, no dia 1 de Julho entram em vigor as novas tabelas da ADSE, com o fim da prescrição médica obrigatória para o acesso às consultas de psicologia e com a valorização dos nossos actos. É mais um passo, enquanto profissão autónoma, reconhecida e com mais condições para o seu exercício. É também uma forma de sermos fiéis aos compromissos que assumimos com todos/as os/as psicólogos/as. Contem connosco para continuarmos a trabalhar persistentemente convosco, para a contínua resolução dos problemas da profissão e para mais e melhor acesso aos nossos serviços, conforme as pessoas e o país contam convosco para o um país com mais bem-estar e coesão social.

Muito obrigado pelo vosso apoio!

Francisco Miranda Rodrigues

Bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses

 Clique aqui para ouvir a entrevista na TSF sobre os últimos 6 meses.